quinta-feira, janeiro 04, 2007

H2Olhos e 1Boca

Chumaços brancos deitados De pernas para o ar no azul Cospem nas cabeças das casas O que lhes dão na telha. O guarda-chuva não a guarda, Protege só 70% da massa aquorpórea. Isso quando não se pisa a lama Ou vem um jato de poça atropelada... Perde-se água óbvia na urina do excesso sêdico, no suor do esforço, na ejaculação, Na bolsa fecunda que estoura, na saliva oscular, na comoção deslavada Que é preciso fechar as janelinhas cilhoentas da alma para não molhar, para não estragar o penteado do que os outros vão pensar. Afunda qualquer imagem. Mas eu sei nadar!

3 comentários:

Paulo disse...

Humm, primeiro texto seu q leio. Vc é brincalhona assim mesmo, ou é um exercício?

Pal, a voz silente disse...

Masturbação literária! E aí, achou gozado?

aurélio disse...

moça vc escreve bem...aliás muito bem...bom....até mais...