domingo, outubro 23, 2005

ROSA - FOGO

Tu não conseguirás despetalar-me jamais.
Meu veludo encarnado te crisparás a ponta dos dedos.
Não sou como as outras que florescem cedo da manhã
E morrem mais cedo que a noite.
Rega-me só o sereno lacrimal dos anjos
Lançadores de setas ígneas.
Os Demônios, eu nunca os temi.
Há chifres em meu talo!

2 comentários:

Anônimo disse...

Hello, you have a great blog here! I'm definitely going to bookmark you.

I have a currency trading tutorial site/blog.
Full of currency trading tutorial information and help.

Come and check it out, er, please :-)

Plutarco disse...

Ser romântico no início deste século é uma ousadia, que me salva? Tenho resistido e vc me anima. Eu te quero mais! Um forte abraço.